Cadastrar
Esqueci minha senha
Usuário: Senha:
Logar
Você pode utilizar nossa busca por palavra chave ou utilizar os critérios ao lado para obter uma listagem.

Buscar
Buscar
Selecione o Estado Categoria


GASTRONOMIAHOSPEDAGEMINFORMAÇÕES ÚTEIS
Selecione a Cidade Sub-Categoria


Destaques

Em Breve!

Newsletter





Aniversário de Guararema (SP), a pérola do vale !
Guararema é um município do estado de São Paulo, na Região Metropolitana de São Paulo, embora se localize, geograficamente, no Alto Tietê e no Vale do Paraíba. Com uma população de 25.844 habitantes (IBGE/2010), possui uma área de 270,816 km², o que resulta numa densidade demográfica de 95,43 hab/km².
Segundo estimativa do IBGE, em 2013 a população de Guararema chegou a 27.679 habitantes, o que resulta em uma densidade demográfica estimada de 102,2 hab/km².[4]

História

Em 1560, Braz Cubas descobriu ouro em vasta sesmaria, que chegava quase à margem esquerda do rio Anhembi (Tietê), durante uma de suas entradas pelo sertão. A descoberta foi prontamente comunicada ao rei de Portugal por uma carta datada de 25 de abril de 1562.

Posteriormente, Braz Cubas desceu pelo curso do rio Paraíba. Segundo o historiador Isaac Grinderg, este foi o primeiro homem a pisar nesse solo, apesar da informação ser controversa.

Em 1625, o aldeamento passou à administração dos jesuítas. Em 1652, os padres erigiram a primeira capela na vila, a Igreja da Freguesia da Escada.[7] No primeiro século de existência a igreja dos jesuítas foi a única da vila e o centro do povoado. A situação política começou a mudar a partir de 1875, quando Dona Laurinda de Souza Leite, a fim de auxiliar uma ex-escrava, doa terras a Maria Florência, que passa a liderar o processo de construção da atual Igreja Matriz. Com o auxílio de outras pessoas e usando algumas de suas economias, Maria Florência conseguiu terminar a construção da Capela de São Benedito em pouco tempo. Com isso, foram se estabelecendo outros moradores nas adjacências da capela, formando-se um vilarejo que recebeu o nome de Guararema, do tupi gwrarema, que significa "madeira mal-cheirosa", devido à grande quantidade na região de uma espécie de árvores com esta característica, conhecida como pau-dalho.[1] O povoado que se formou em torno dessa igreja cresceu ainda mais com a Estrada de Ferro Central do Brasil que foi inaugurada em julho de 1876, no trecho entre Mogi das Cruzes e Jacareí. Com a passagem da estrada de ferro pela vila, ela transforma-se em sede e imigrantes de vários países passaram a morar na vila.[8] A emancipação da vila à categoria de município ocorreu pela Lei n.º 528, de 3 de junho de 1898.[1]

Pontos turísticos

Parque Municipal Pedra Montada
Localizada na estrada da Petrobras, o Parque Municipal Pedra Montada abriga uma sui generis escultura natural. Trata-se de uma sobreposição de pedras, cada uma medindo cerca de nove metros de comprimento por 2,5 metros de altura. O "Parque Municipal da Pedra Montada Dr. Isidoro Martins Ruiz”, conta com total infraestrutura para a recepção de turistas. Localização: Estrada Municipal Hércules Campagnoli, KM 08 - Putim

Ilha Grande
Inaugurada no final do ano de 2004, a Ilha Grande, é o mais novo ponto turístico de Guararema. Uma ilha que permite ao visitante dar um passeio em sua pista de 400 metros as margens do Rio Paraíba. A Ilha Grande vem acompanhada de um projeto que tem o nome de “Bom Dia Saúde”, onde o visitante poderá fazer atividades físicas acompanhado por um especialista em Educação Física. O local possui total infraestrutura, mostrando que é possível uma total integração entre o homem e o meio ambiente. O horário de visitação da ilha é de segunda a segunda das 06:00hs as 00:00hs.

Recanto do Américo
O Recanto do Américo ou Pau DAlho é uma praça que foi reurbanizada no ano de 1999 em comemoração ao aniversário de cem anos da cidade e tornou-se um dos mais belos e procurados pontos turísticos do Município. Pode-se dizer que é um dos cartões-postais da cidade, onde se pode desfrutar da tranquilidade, além do belo cenário.

O Recanto do Américo oferece em toda a sua extensão uma área rica em recursos naturais. As pontes que interligam a praça às ilhas foram todas construídas sob especificações de normas canadenses de construção deste nível e levam o visitante a diferentes pontos sobre as águas do Rio Paraíba do Sul, conta com ampla e variada concentração de espécies de mata nativa, remanescentes da Mata Atlântica, além dos recursos fluviais e da bicentenária árvore Pau Dalho, com aproximadamente trinta metros de altura e doze metros de diâmetro.[carece de fontes]
Localização: Rua Coronel Ramalho, s/n Centro

Igreja Nossa Senhora da Escada
A primeira capela foi construída em 1652 pelos jesuítas. Já em 1732 com a expulsão destes da Capitania de São Vicente a administração do arraial da Escada foi entregue aos Ordem de franciscanos, que construíram uma nova capela onde se encontra a atual Igreja. Sua arquitetura é tipicamente barroca, com suas paredes construídas em taipa de pilão. O Arraial da Escada representa a formação do próprio município de Guararema. Situada no bairro da Freguesia da Escada, a 3,5 quilômetros do centro da cidade, a Igreja resistiu à ação do tempo, passou por reformas e ampliações até ser tombada pelo Patrimônio Histórico Nacional, no dia 25 de janeiro de 1941. Em 1982, a Igreja passou por uma reforma definitiva quando foi construída a praça em frente . Esta é a única Igreja do Brasil que possui a imagem de São Longuinho, conhecido popularmente como o "santo dos objetos perdidos". No centro da capela está enterrado o frei José de Santa Bárbara de Bittencourt, que faleceu em 29 de setembro de 1890.[carece de fontes]

Igreja Nossa Senhora DAjuda
Foi construída em 1682 em uma colina, às margens do rio Paraíba do Sul. É uma das construções coloniais mais antigas no Estado de São Paulo. Para alcançá-la é necessário escalar 81 degraus. Foi núcleo religioso das fazendas próximas, servindo também de cemitério, enterrando-se os brancos no interior do templo e os escravos atrás. A capela possui uma imagem de Nossa Senhora DAjuda, em terracota, provavelmente de origem portuguesa. Em 24 de setembro de 1984 a capela foi tombada como monumento de interesse histórico.[carece de fontes]


Tucano Toco
Cachoeira do Putim
Localiza-se a 8 km do cento da cidade, na divisa dos Municípios de Guararema e Santa Branca, em uma fazenda de plantação de eucaliptos da Companhia Suzano de Papel e Celulose. Chegar às águas da cachoeira não é uma tarefa fácil, mas superada por muitos visitantes que a procuram. São quinze metros de corredeiras e suas pedras formam escorregadores naturais.

Morro do Gerbásio ou Vista panorâmica
É uma área com 19 200 m², situada na área central da cidade com oitenta metros de altura. Proporciona uma visão privilegiada da cidade e da região.


Fonte: Wikipédia


Selos

Turismo Agora - informações turisticas pelo fone: (53) 3228-3819.
Tire suas dúvidas rapidamente com nosso atendimento online 24 horas por dia.

Termos e condições de uso

Copyright © 2008 TRACKDATA