Cadastrar
Esqueci minha senha
Usuário: Senha:
Logar
Você pode utilizar nossa busca por palavra chave ou utilizar os critérios ao lado para obter uma listagem.

Buscar
Buscar
Selecione o Estado Categoria


GASTRONOMIAHOSPEDAGEMINFORMAÇÕES ÚTEIS
Selecione a Cidade Sub-Categoria


Destaques


Newsletter





7 praias do Brasil e América do Sul para não perder em 2017
Qual praia escolher para visitar em 2017? Veja nossas dicas das melhores praias do Brasil e América do Sul que você precisa conhecer esse ano!

Se na hora de escolher o próximo destino de viagem, seu pensamento for o de “quero praia”, a notícia é boa e ruim ao mesmo tempo. Boa porque, claro, não faltam opções sensacionais para escolher de praias do Brasil e arredores, e “ruim”, assim mesmo entre aspas, pois optar por apenas um destino é tarefa quase impossível.
Mas calma! A seguir, a gente dá uma forcinha e lista algumas das melhores praias do Brasil e América do Sul para visitar em 2017. Prepare o biquíni, a sunga e o protetor solar e boa viagem!

São Miguel dos Milagres, Alagoas

No litoral de Alagoas, São Miguel dos Milagres ainda é considerado uma joia bruta. O pequeno município (menos de 8 mil habitantes) a 100km da capital Maceió, ainda não é exageradamente explorado pelo turismo, e conta com praias selvagens e desertas absolutamente estonteantes.
O melhor programa é fazer longas caminhadas pelas praias enfeitadas de coqueiros e protegidas por recifes que formam piscinas naturais de águas cristalinas e morninhas.
Um passeio de jangada pela Costa dos Corais e outras lindas praias surgem na paisagem, como Patacho, Porto de Pedras e Tatuamunha. Basta escolher uma das agradáveis pousadas instaladas bem pertinho da areia e garantir as férias perfeitas.

Moreré, Ilha da Boipeba, Bahia

Se Morro de São Paulo ganha a fama de ser badalada e disputada pela galera jovem, a vizinha Ilha da Boipeba é puro charme rústico e o local perfeito para relaxar e curtir a bela natureza da Costa do Dendê baiana. E entre as belas praias da ilha, a vila de Moreré é das mais pitorescas.
A estrutura turística pode ser limitada, mas a paisagem compensa. A faixa de areia da praia varia conforme a maré – dê preferência quando ela estiver baixa – e é emoldurada por coqueiros e amendoeiras.
Impossível resistir às águas absolutamente cristalinas das piscinas naturais que se formam em alto mar. Leve os óculos de snorkel e mergulhe entre os milhares de peixinhos coloridos que vêm comer na sua mão. Depois, saboreie uma moqueca fresquinha em um dos simpáticos bares de pescadores da região.

São Miguel do Gostoso, Rio Grande do Norte

Por falar em sossego, São Miguel do Gostoso é outro destino para desligar e relaxar por completo. Pra começar, não há sinal de celular nesse vilarejo a pouco mais de 100km da capital Natal. Mas com uma paisagem que inclui dunas, um vento perfeito para windsurf e vela, e restaurantes simples mas irresistíveis, quem vai se preocupar com redes sociais?
Um programa imperdível por Gostoso é alugar um buggy para explorar a costa toda. No caminho, encontra-se de piscinas naturais de águas mornas e transparentes (na maré baixa); a uma praia (Tourinhos) onde jatos de água espirram dos recifes em alto mar; até uma duna petrificada de oito metros de altura.

Canoa Quebrada, Aracati, Ceará

Parte do município cearense de Aracati (a 150km de Fortaleza), a pacata aldeia de pescadores de Canoa Quebrada foi descoberta pelos hippies nos anos 70. Décadas depois, o clima descontraído e relaxante ainda reina por lá mas, claro, com toda a estrutura moderna para receber seus visitantes que crescem em número todos os anos.
Localizada no alto de uma falésia, Canoa Quebrada encanta pela paisagem natural de suas águas esverdeadas – nada melhor do que fazer um longo passeio em uma jangada rústica e descobrir as várias prainhas da região. Destaque para a praia de Majorlândia onde é feito o artesanato mais típico da região – as garrafinhas com desenhos de areia colorida.
Depois, caminhe pelo calçadão da “Broadway” (a Avenida Dragão do Mar), com seu piso de pedras portuguesas, para ter a dificílima tarefa de escolher um dos ótimos restaurantes de frutos do mar para jantar.

Praia do Farol, Arraial do Cabo, Rio de Janeiro

Difícil escolher uma única praia para visitar em Arraial do Cabo. Afinal, não é à toa que o município da Região dos Lagos – com suas dunas de areia branca, lagoas e costões – é famoso por suas praias paradisíacas. Pontal, Forno, Anjos, Prainha, todas valem ser conferidas. Mas a Praia do Farol consegue ser ainda mais especial.
Ela fica na Ilha de Cabo Frio e tem acesso somente por barco. Leva-se cera de 40 minutos para chegar lá, e é preciso autorização da Marinha (obtida na cidade) para desembarcar por lá.
Cercada por pequenas dunas, Farol é o paraíso dos mergulhadores, com suas águas transparentes e uma vida marinha absurdamente diversificada, com arraias, tartarugas, lulas, lagostas e até golfinhos. Para completar, há ótimas pousadas e restaurantes na região, com preços bastante acessíveis.


Praia da Tainha, Bombinhas, Santa Catarina

Atenção, escolher Bombinhas, em Santa Catarina, como destino de viagem pode ser extremamente estressante. Afinal, somente os fortes conseguirão escolher entre 39 praias para visitar! O município do litoral norte catarinense é hit no verão e, claro, tem praias para todos os gostos.
A Praia da Tainha é a mais distante do centro da cidade, no extremo sul da península. São aproximadamente 200 metros de extensão, com acesso saindo da Praia da Conceição, por uma estrada sem pavimentação. Dica: no caminho, existe um museu e alguns mirantes naturais para apreciar a paisagem.
O destaque por lá são as águas calmas e limpíssimas, cujas cores variam em tons de azul e verde, além de areias fininhas. Os esportistas e aventureiros adoram mergulhar ou escalar as pedras gigantes que tomam conta da ponta direita da praia.

Cabo Polonio, Uruguai

Se a ideia é desligar por completo e curtir a natureza em estado bruto, a dica é rumar para o interior do Uruguai e descobrir o mágico povoado de Cabo Polonio. A península fica a 260 km da capital Montevidéu e por lá não há luz elétrica, água encanada, internet ou asfalto.
Toda a área é protegida e considerada Reserva Natural da Biosfera da UNESCO, portanto somente carros autorizados podem entrar no local. Muito radical? Acredite: a beleza selvagem da paisagem compensa qualquer falta de “modernidades”.
Afinal, quem irá reclamar de ter uma praia deserta praticamente para si próprio, rodeado por dunas gigantes? Em um passeio pela costa, não será difícil avisar alguns leões marinhos pelas ilhas. Ninguém vai julgar você se não quiser mais ir embora…


Fonte: http://www.momondo.com.br/








Selos

Turismo Agora - informações turisticas pelo fone: (53) 3228-3819.
Tire suas dúvidas rapidamente com nosso atendimento online 24 horas por dia.

Termos e condições de uso

Copyright © 2008 TRACKDATA